AUTOEXAME DE MAMA: COMO FAZER?

Todo mês de outubro os termos “exame de rotina”, “autoexame” e “câncer de mama” aparecem muito na internet, não é?

Isso porque, o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as pessoas com mama do mundo todo e o segundo mais comum no Brasil. Porém, ao contrário do que muitos pensam, não é uma sentença de morte!

Cerca de 95% dos casos identificados no início tem chances de cura, por isso é tão importante manter uma rotina de consultas a médicos, como por exemplo ginecologista, e fazer o autoexame. Esse último, apesar de ser considerado apenas uma precaução, serve como primeiro passo para detectar sinais diferentes nas mamas e partir em busca de ajuda médica, caso seja necessário.

Se você nunca fez um autoexame, não sabe as recomendações e nem por onde começa: esse artigo é para você!

Recomendações sobre o autoexame

Recomendações sobre o autoexame

A recomendação é que todas as pessoas com mamas acima de 20 anos façam o autoexame mensalmente, preferencialmente 7 dias após o início da menstruação. No caso de quem já passou pela menopausa ou não menstrua por outros fatores, o ideal é escolher um dia por mês para fazê-lo.

Além do autoexame, recomenda-se que a mamografia seja feita anualmente em mulheres a partir dos 40 anos. Isso porque algumas lesões não são palpáveis no autoexame e, como sempre dizemos, prevenir é a melhor saída.

O autoexame leva apenas alguns minutos e deve ser feito seguindo 3 etapas:

  • Observação em frente ao espelho
  • Apalpação durante o banho
  • E apalpação deitada.

Passo a passo para fazer o autoexame

Para te ajudar em seu autoexame, preparamos instruções para cada uma das etapas. Confira:

Em frente ao espelho

Nessa etapa é necessário retirar toda a roupa – blusa e sutiã – se posicionar em frente ao espelho, e observar seus seios seguindo três posições:

  • Com os braços soltos
  • Com as mãos na cintura
  • E com as mãos erguidas

Observe o tamanho, formato, cor e posição das mamas, assim como os mamilo. Também pressione levemente seu mamilo e veja se há saída de alguma secreção.

Durante o banho

Essa etapa é recomendada porque com as mãos ensaboadas e o corpo molhado é mais fácil de observar algumas mudanças. Sendo assim, com a coluna ereta coloque a mão esquerda na nuca, atrás da cabeça, com o cotovelo apontado para cima e apalpe cuidadosamente a mama esquerda com a sua mão direita.

Utilize a ponta dos dedos, não as unhas, e faça movimentos circulares, de baixo para cima, de cima para baixo, de dentro para fora, entre outros, em toda a mama. Expanda esses movimentos até a região da axila com firmeza, mas sem causar desconforto. Antes de finalizar, pressione levemente o mamilo para verificar se está saindo algum líquido dele.

Observe se existem regiões mais densas na sua mama, caroços, alterações na pele ou qualquer outro sinal diferente.

Ao terminar a observação da mama esquerda, troque a posição dos braços e repita todos os movimentos na mama e axila direita.

Apalpação deitada

Para fazer a apalpação deitada, erga o braço esquerdo, colocando-o atrás da nuca e coloque uma toalha, almofada ou travesseiro debaixo do ombro para que a posição fique mais confortável.

Assim como no chuveiro, utilize a ponta dos dedos direitos e faça movimentos circulares por toda a mama esquerda. Observe se há a existência de caroços, protuberâncias, engrossamento da pele ou outros sinais.

Ao finalizar a apalpação da mama esquerda, repita o processo na mama direita.

Sinais de alerta que podem ser vistos durante o autoexame

E quais são os sinais de alerta?

O autoexame da mama é ideal para que a gente conheça nosso próprio corpo e, com isso, consiga identificar qualquer sinal de alteração logo no início. No entanto, é importante ressaltar que a presença de pequenos nódulos na mama é relativamente normal, especialmente em mulheres. O sinal de alerta deve surgir caso esses nódulos não sumam após a menstruação (em casos onde ela ainda aconteça), aumentem ao longo do tempo ou causem outros sintomas.

A recomendação é que, caso você observe algum dos sinais abaixo, busque a ajuda de um médico para investigar. Os sinais são:

  • Alteração no tamanho ou na forma da mama;
  • Inchaço na axila ou ao redor da clavícula;
  • Secreção nos mamilos;
  • Afundamento, endurecimento ou enrugamento da pele da mama;
  • Nódulo ou caroço na mama, que esteja sempre presente e não diminui e/ou aumenta de tamanho;
  • Vermelhidão ou coceira na mama e/ou ao redor do mamilo;
  • Dor constante nas mamas ou axilas;
  • Inversão súbita do mamilo.

Conhecer nosso corpo é essencial, pois a maior parte dos casos são descobertos pelos próprios pacientes. Vale lembrar que homens também podem ter câncer de mama, por isso é importante que todos se cuidem, realizem o autoexame e os exames de rotina.

E aí, o que achou das nossas dicas? Que tal compartilhar com outras pessoas? Afinal, compartilhar é um ato de cuidado e #CuidarÉColetivo!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!