CUIDADOS NECESSÁRIOS COM A REABERTURA DOS COMÉRCIOS

Agora é oficial: já completamos 3 meses de medidas de distanciamento social e quarentena. Depois desse tempo todo é possível que muitas pessoas que cumpriram essas medidas de forma mais rigorosa já estejam impacientes. Junto a isso, muitas cidades começaram o processo de retomada dos comércios e estabelecimentos que não são considerados essenciais.

Com isso, tem-se falado muito sobre o “novo normal” e muitas pessoas ainda tem dúvidas de como se proteger nessa situação, onde estamos voltando com as atividades cotidianas. Pensando em ajudar você a passar por esse processo de forma mais tranquila, separamos algumas dicas de cuidados que devem ser mantidos nessa retomada. Veja:

Uso de máscara

Provavelmente as máscaras ainda vão fazer parte do nosso look por algum tempo e a gente precisa se acostumar com essa ideia. Apesar disso, vale lembrar que ela só é eficaz se for utilizada corretamente, viu?

Sendo assim, aquelas dicas básicas ainda estão em pé. Algumas delas são: a máscara deve cobrir sua boca e seu nariz, deve ser manuseada pelos elásticos e trocada, de preferência, a cada 2 ou 3 horas.

Se você precisar de mais dicas de cuidados com a sua máscara, a gente te ajuda nesse texto que escrevemos sobre isso: Como usar corretamente a máscara de tecido?

Álcool em gel pra que te quero

Provavelmente você já se acostumou a higienizar as mãos com álcool em gel, principalmente nos locais em que água e sabão não são de fácil acesso. Se você já está craque nisso, parabéns e não comece a se descuidar agora.

Álcool em gel disponível nos comércios

Caso você ainda não tenha se habituado, mas está voltando as tarefas cotidianas, está mais do que na hora de começar, ok?

Após tocar qualquer superfície, objeto ou pessoa no local onde você estiver, higienize suas mãos com álcool em gel 70%, fazendo os mesmos movimentos utilizados ao lavar as mãos.

Atualmente a maioria dos comércios já oferecem álcool em gel para todos os clientes higienizarem as mãos antes de entrar no estabelecimento ou manusear os produtos. Porém, para facilitar e garantir a sua proteção, recomendamos que você carregue um frasco pequeno com você, para casos de necessidade.

Evite aglomerações e mantenha distância

Grande parte dos comércios que estão reabrindo, estão trabalhando com a capacidade reduzida. Ou seja, eles recebem apenas cerca de 30% das pessoas que teriam capacidade de receber normalmente. Essa medida é importante para evitar aglomerações e, com elas, a propagação do vírus.

No entanto, nem todos os estabelecimentos estão conseguindo controlar a quantidade de pessoas circulando em suas dependências. Por isso, é importante que a consciência de não se aglomerar parta também de nós mesmos. Todos estamos com saudades de nossas vidas normais, mas ainda não é o momento de estar pertinho de quem a gente gosta, com abraço e contato próximo, combinado?

Dê preferência por realizar pagamentos através de cartões

Essa é uma dica de ouro, tanto para quem precisa ir nos comércios físicos, quanto para quem ainda está consumindo por delivery! Provavelmente você já ouviu alguma vez que o dinheiro que a gente manuseia não é um recanto de limpeza, certo? Isso porque, as cédulas de papel e as moedas passam por muitas mão e lugares desconhecidos – muitos mesmo! – podendo ser vetor de transmissão de vírus e bactérias, por exemplo.

Pessoa realizando pagamento com cartão em um comércio

No momento em que estamos vivendo, onde temos um vírus de alto contágio está circulando por aí, o ideal é que a gente conheça o que estamos manuseando. E, caso a gente não conheça, é necessário poder higienizar. Nesse caso, o cartão – seja de crédito, ou de débito – é uma ótima solução para a realização de pagamentos nos comércios. Isso porque, é possível fazer a higienização do mesmo antes e depois de usá-lo – e da maquinha também!

Ao sentir o menor sintoma, prefira ficar em casa

Se você tiver sentido algum dos sintomas comuns do COVID-19 nos últimos dias como febre, tosse constante e dificuldade para respirar, prefira ficar em casa se puder. Isso porque, muitas pessoas que contraem o COVID-19 podem até não apresentar sintomas graves e confundir eles com uma gripe ou resfriado, mas como ele é um vírus altamente contagioso, essas pessoas podem passar para outras sem saber. Essas outras pessoas, caso venham a contrair, podem ter complicações graves, sendo possível até a evolução à óbito.

Esse caso de transmissão citado acima pode acontecer tanto com alguém que você sequer conhece, quanto com alguém que é próximo a você. Por isso, é muito importante ter a consciência que as suas escolhas nesse momento ainda impactam o coletivo.

Apesar disso, caso os sintomas persistam e evoluam consideravelmente, não hesite em procurar ajuda médica, pois somente profissionais capacitados sabem o tratamento ideal para o seu caso.

Entendemos a euforia para voltar ao cotidiano, seja por necessidades econômicas, físicas ou emocionais, porém seguimos reforçando: fique em casa, se puder! Ainda não é o momento de retomar a rotina e, quando esse momento chegar, tenha certeza que vamos notar muitas mudanças em nossos hábitos. Pois se tem uma coisa que aprendemos nesse período é que #CuidarÉColetivo.

DEIXE UM COMENTÁRIO