08 DICAS PARA CONTRATAR UM PLANO DE SAÚDE MAIS BARATO

A cada dia que passa, ter um plano de saúde se torna uma necessidade básica para garantir mais conforto e tranquilidade, não é mesmo? Apesar de entender a importância desse serviço, muitas pessoas ainda acham que isso só é possível pagando um custo elevado. Nós sabemos que os valores altos podem comprometer sua renda, mas não se desespere: Há soluções para economizar e garantir um plano de saúde mais barato pra você e sua família.

Separamos algumas dicas para te ajudar a encontrar o melhor custo-benefício e diminuir o preço do plano de saúde!

01. Pesquise as operadoras disponíveis na sua região

Atualmente, existem diversas operadoras no mercado, ou seja, uma ampla variedade de produtos de saúde para você! Uma ótima notícia, não é mesmo?

Vale a pena conversar com familiares e pessoas conhecidas, o famoso boca a boca, para pegar indicações. Nossa dica é não focar apenas no preço, mas principalmente na reputação das operadoras na sua região.

Além disso, você pode consultar canais como o Reclame Aqui e a Agência Nacional de Saúde (ANS) para verificar a satisfação dos clientes. A ANS, por exemplo, divulga anualmente o IDSS, uma ótima maneira de ver o nível dos serviços prestados.

Por isso, pesquise com calma as suas opções para garantir um melhor custo-benefício.

02. Defina quanto você pode pagar mensalmente

Antes de contratar um plano de saúde mais barato, é preciso entender quanto você pode pagar por ele sem comprometer sua renda mensal.

Além disso, coloque no papel também quanto você costuma gastar com procedimentos médicos por mês para definir seu perfil de gastos com saúde.

Com estes dois dados anotados, é a hora de conferir nossas dicas para economizar na hora da contratação!

Procurando por um Plano de Saúde que caiba no seu bolso? Encontre aqui!

03. Verifique os tipos de contratação disponíveis para ter um plano de saúde mais barato

Existem alguns tipos de contratação disponíveis no mercado que interferem diretamente no valor pago na sua mensalidade: Plano Individual ou familiar, coletivo por adesão ou empresarial.

De forma geral, é mais barato contratar um plano coletivo por adesão ou empresarial do que as outras modalidades. Então, considere este fator na sua cotação para ter um custo mais baixo.

Se você não possui um CNPJ ou MEI para ter um plano empresarial, considere a contratação de um plano coletivo por adesão. Atualmente diversos profissionais autônomos e liberais, como por exemplo, médicos, dentistas, advogados, jornalistas e engenheiros, podem se beneficiar do custo-benefício deste tipo de contratação.

04. Escolha a cobertura do plano

A cobertura do plano é outro fator que interfere na sua mensalidade, por isso, vale analisar quais serviços você pode abrir mão para ter um plano de saúde mais barato.

Por exemplo, planos sem obstetrícia saem mais baratos do que os com esta especialidade. Ao mesmo tempo, optar por um plano ambulatorial é mais econômico do que uma opção hospitalar.

Alguns planos de saúde possuem a opção de plano odontológico incluso. Apesar de geralmente ser um acréscimo de valor mais baixo, verifique se vale a pena retirar esta opção para diminuir o valor da sua mensalidade.

Tudo vai depender do que você pode abrir mão sem comprometer suas necessidades, afinal, você está contratando um plano para ter mais tranquilidade, não é mesmo?

05. Defina uma área de abrangência menor

Este é outro ponto que interfere no valor da sua mensalidade e tem relação direta com seu estilo de vida.

Existem muitas opções premium no mercado, inclusive aquelas com atendimento nacional e internacional, mas se você quer contratar um plano de saúde mais barato, avalie se são serviços necessários.

Se você não viaja com muita frequência e procura o atendimento médico apenas em sua cidade, considere um plano com abrangência menor. Um plano regional, por exemplo, tem preços mais baixos do que os nacionais.

Buscando por Planos de Saúde econômicos? Clique aqui para achar!

06. Considere uma opção com coparticipação para ter um plano de saúde mais barato

Você utiliza serviços médicos com frequência? Você tem doenças crônicas? Caso tenha respondido “não” para as duas perguntas, pode valer a pena considerar a contratação de um plano de saúde com coparticipação!

Mesmo pagando uma porcentagem toda vez que utilizar o convênio, planos com coparticipação tem mensalidades consideravelmente mais baratas.

Então já sabe né? Analise seu perfil de gastos com saúde e veja se é uma opção viável para você ter um plano de saúde mais barato.

07. Escolha uma acomodação coletiva

Optar por uma acomodação coletiva, ou seja, enfermaria, geralmente sai mais em conta do que um quarto privado. Este é mais um detalhe que influencia no preço, por isso analise a diferença entre as duas opções para contratar um plano de saúde mais barato.

08. Conte com a ajuda de um(a) especialista no assunto para escolher um plano de saúde mais barato

Para ter um plano de saúde mais barato que ao mesmo tempo atenda suas necessidades é preciso pesquisar com calma e analisar suas necessidades. Por isso contar com a ajuda de um(a) especialista no assunto é um facilitador para encontrar as melhores ofertas e produtos.

Conte com profissionais de confiança para te ajudar nesta pesquisa, como corretores ou empresas especializadas em planos de saúde, como a Nunes & Grossi.

Gostou das dicas para escolher um plano de saúde mais barato? Agora só falta listar por ordem de importância quais são as opções mais importantes em um plano de saúde para você e para fazer um comparativo entre os produtos disponíveis no mercado.

Se precisar de ajuda, conte com a Nunes & Grossi!  Facilitamos sua cotação para que você possa comparar os preços e ter acesso ao melhor custo-benefício para seu perfil! Faça cotação gratuitamente com a gente clicando aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO