TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTRESSE: SINTOMAS E COMO PREVENIR

A correria do dia a dia tem afetado cada vez mais pessoas de todas as idades. Com isso, uma palavra ficou bem comum em nosso vocabulário para expressar o sentimento causado por essa correria: estresse. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto de Psicologia e Controle do Estresse (IPCS), cerca de 30% dos brasileiros entrevistados dizem sofrer com níveis extremos de estresse. Já com os norte-americanos, ao avaliarem a mesma questão, os números não passam de 20%.

Apesar de a palavra estresse nos trazer incomodo na maioria das vezes, nem sempre ele é algo de fato ruim. Isso porque, pode não parecer, mas o estresse também é fundamental para a nossa sobrevivência. O estresse é um mecanismo fisiológico do nosso organismo que libera uma série de mediadores químicos como a adrenalina, por exemplo, que faz com que a gente enfrente situações de perigo e de emergência, se adaptando e sobrevivendo a elas.

Embora exista esse lado positivo no estresse, quando o nosso organismo se mantém constantemente nesse estado de alerta, ele passa a ser prejudicial. Isso porque, o nosso corpo passa a sentir diversos sintomas, inclusive físicos, que prejudicam nossa saúde. Se você quiser saber mais sobre esses sintomas e como prevenir esse estado, continue lendo nosso texto!

O que pode causar o estresse?

Existem diversas situações no nosso cotidiano que podem ser consideradas estressantes e nos despertar o lado ruim desse estado, ou seja, o excesso. Sendo assim, geralmente situações que causam ansiedade, preocupação, frustração, medo, desconforto, nervosismo, entre outros sentimentos intensos, são o ponto de partida de crises de estresse.

Para exemplificar ainda mais, listamos algumas situações rotineiras a seguir:

  • Mudança ou perda de emprego;
  • Carga de trabalho excessiva;
  • Trânsito e engarrafamento;
  • Acúmulo de dívidas;
  • A descoberta de outras doenças;
  • Mudança de escola, faculdade, bairro, cidade, país, entre outros;
  • Medos constantes como ser assaltado, sequestrado, sofrer um acidente, etc;
  • Baixa autoestima;
  • Sentimento de competição constante, seja no trabalho ou na família;
  • Entre outros.
Estresse: Causas e Sintomas

Os principais sintomas

Diferente do que muitas pessoas pensam, o estresse não afeta exclusivamente a nossa saúde mental. Sendo assim, viver constantemente sob esse sentimento, independentemente da causa, pode afetar, além da nossa saúde psicológica, nossa saúde física também. Entenda melhor a seguir:

Sintomas psicológicos

Dentre os sintomas que não afetam nosso corpo de forma física diretamente, podemos destacar o sentimento de cansaço excessivo, dificuldade para dormir, constante negatividade, falta de concentração, irritabilidade, problemas de memória, entre outros.

Além disso, quando não tratamos o estresse, outras doenças psicológicas podem ser desenvolvidas a partir dele como depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, transtornos alimentares, síndrome de Burnout, e algumas outras.

Sintomas físicos

Já quando falamos de sintomas físicos, existem os que sentimos a curto e longo prazo, por exemplo. Os de curto prazo geralmente são sensações como respiração acelerada, sudorese, ritmo cardíaco acelerado, tremores, entre outros. Normalmente sentimos esses indícios durante a vivência de uma situação estressante.

No caso dos sintomas a longo prazo, eles podem gerar consequências como o desenvolvimento de doenças e resultados secundários que surgem através das reações que o nosso organismo produz ao ser exposto ao estresse constante. Algumas dessas doenças ou sintomas são:

  • Úlceras e gastrite;
  • Queda de cabelo;
  • Refluxo;
  • Alergias na pele;
  • Tensão muscular;
  • Tonturas;
  • Dores de cabeça;
  • Acne;
  • Intestino irritável;
  • E várias outras.
Estresse: como prevenir

Como prevenir o estresse?

Como vimos, o estresse é muito presente em nosso dia a dia e dificilmente a gente consegue se livrar dele por completo. No entanto, conseguimos praticar algumas atividades rotineiras que nos ajudam a relaxar e, com isso, prevenir crises e sintomas mais graves. Algumas delas são:

Existe diversas ocupações que podem nos ajudar a desestressar, porém, se você já atingiu níveis de estresse que estão difíceis de ser controlados, não hesite em procurar ajuda. Certamente uma consulta com um psicólogo e sessões de terapia irão te ajudar nesse processo de equilibrar os sentimentos. E lembre-se: nada de se automedicar, ok? Essa atitude é perigosa e pode piorar ainda mais alguns casos, por exemplo.

Gostou das nossas dicas de como identificar sintomas de estresse e atitudes para preveni-los? Então não deixe de compartilhar com mais pessoas! Isso porque, compartilhar conhecimento é um ato de cuidado e #CuidarÉColetivo.

DEIXE UM COMENTÁRIO