VOCÊ JÁ OUVIU FALAR SOBRE TELEMEDICINA?

Provavelmente nos últimos anos – ou meses – você ouviu falar bastante sobre a telemedicina por causa da pandemia do coronavírus, mas você sabe o que é isso?

Com o avanço da tecnologia que ocorreu nas últimas décadas, vários serviços ganharam a possibilidade de serem realizados à distância. Não à toa, houve um boom de empresas que passaram a optar pelo home office – também conhecido como trabalho remoto ou teletrabalho – para seus colaboradores nos últimos meses por conta do COVID-19.

Assim como qualquer outra área, a saúde também vem sendo muito beneficiada com as descobertas e evoluções tecnológicas e, no meio disso tudo está a telemedicina. Se esse assunto despertou sua curiosidade, continue lendo esse texto para saber mais!

O que é a telemedicina?

A telemedicina nada mais é do que a aplicação de recursos tecnológicos para a prática da medicina a distância. Sendo assim, a medicina passa a usar métodos de tecnologia da informação e comunicação para promover o cuidado com a saúde, otimizando o atendimento aos pacientes e oferecendo diagnósticos mais rápidos.

Apesar de parecer algo novo, a telemedicina já vem sendo reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma prática importante desde a década de 1990. Isso porque, existem muitos casos onde a distância geográfica se torna um fator crítico para garantir a saúde de uma comunidade, por exemplo.

Embora a telemedicina seja uma tendência, ela ainda não tinha sido regulamentada no Brasil. Até alguns meses atrás ela era restrita à emissão de laudos de exames e o compartilhamento de conhecimento e troca de informações entre a comunidade médica, como aponta esse artigo da SulAmérica. Isso porque, em 2019 o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou uma regulamentação sobre a telemedicina que provocou diversas discussões entre outras entidades. Elas que alegavam que as exigências previstas nessa normatização poderiam prejudicar o relacionamento entre o paciente e o médico, por exemplo. Com isso, ela foi revogada no mesmo mês em que foi publicada e ficou sem grandes discussões até alguns meses atrás, quando diversas medidas passaram a ser adotadas por conta do COVID-19.

Devido à pandemia do coronavírus e buscando diminuir aglomerações – que é uma das principais formas de proliferação do vírus – em hospitais e clínicas, o governo brasileiro, junto com o CFM, foi levado a aprovar a Lei 13.989, que autoriza o uso da telemedicina temporariamente, ou seja, enquanto durar a crise do COVID-19.

Como funciona?

A telemedicina pode ser usada de diversas formas pelas instituições de saúde, abrangendo desde o processo de triagem de pacientes, até a capacitação de outros profissionais através de aulas online, por exemplo.

É importante ressaltar que, mesmo diante de várias possibilidades, a telemedicina deve ser exercida somente por profissionais de saúde devidamente capacitados de acordo com a área em que ele está operando.

De forma prática, ela é feita através de uma combinação de recursos tecnológicos e digitais, com equipamentos, softwares, internet e pessoas.

Dentre todas as frentes da telemedicina, as que são mais discutidas são:

Teleassistência

É o atendimento a distância que visa assistir pessoas que sofreram alguma emergência em um tempo menor. O papel dela é possibilitar orientações mais precisas para um paciente que está precisando de ajuda no momento, para que em sequência ele procure o atendimento presencial, mitigando possíveis danos à saúde dele.

Teleconsulta

Funciona como uma consulta normal, porém é realizada pela internet. Para a execução da teleconsulta são utilizadas plataformas de videoconferência, prontuário eletrônico e assinatura digital para que receitas de medicações e laudos tenham validade legal, por exemplo.

Teleducação

Visa facilitar a capacitação de outros profissionais da saúde sobre novas tecnologias, técnicas e descobertas da área. Ela acontece através da publicação de pesquisas, realização de cursos online e videoconferências, por exemplo. O objetivo é fazer com que os novos conhecimentos cheguem aos profissionais, independente da distância, para que eles se mantenham atualizados.

Emissão de laudos

É uma das frentes mais utilizadas no Brasil. Serve para que médicos especialistas possam realizar diagnósticos e emitir laudos com suas conclusões sobre exames através de análises realizadas por plataformas digital. Com isso, os serviços de saúde podem realizar diversos exames em pacientes como os de imagem, eletrocardiogramas, eletroencefalogramas, entre outros e enviar os resultados a um médico especialista para a avaliação e elaboração de um laudo. Dessa forma, o laudo é validado através de uma assinatura digital, enviado de volta ao local de origem do exame e disponibilizado ao paciente.

Quais são as vantagens da telemedicina?

As vantagens de optar pela telemedicina são diversas, impactando de forma benéfica desde a experiência do paciente, até mesmo a otimização dos processos de instituições de saúde que contem com ela como aliada. Confira alguns dos benefícios a seguir:

  • Melhora interação entre profissionais e o paciente;
  • Oferece mais conforto aos pacientes;
  • Auxilia na redução de custos de clínicas e hospitais;
  • Quebra de barreiras geográficas, possibilitando maior acessibilidade aos pacientes;
  • Oferece maior agilidade ao sistema de saúde;
  • Possibilita a ampliação das especialidades de uma clínica ou hospital;
  • Melhora a qualidade dos laudos produzidos, agilizando as entregas;
  • Viabiliza uma melhor integração dos dados clínicos do paciente através do compartilhamento por nuvem;
  • Entre outros

Muitas operadoras de saúde têm possibilitado o uso da telemedicina para os seus beneficiários durante a pandemia. Isso porque, com essa opção, o paciente consegue ser atendido e orientado de forma mais ágil, diminuindo a sobrecarga dos hospitais e centros de atendimento.

E você, tem plano de saúde? Sua operadora está oferecendo esse tipo de atendimento? Compartilha com a gente!

Se você está em busca do plano de saúde ideal para atender você e sua família sem abrir mão da economia, conte com a gente! Temos profissionais altamente qualificados que podem te ajudar nessa escolha! Se você deseja falar com um de nossos corretores, clique aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO